Baleia – Atlas [Álbum] [Exclusivo] [iTunes Match]

“Mais Breu do que Casa” era uma das únicas pistas que Baleia dava sobre Atlas no intervalo entre sua produção e o lançamento. Sem discordar de tal comparação, que utiliza duas das mais conhecidas faixas de Quebra Azul – a primeira sendo a preferida da crítica e a segunda, queridinha do público -, ela mostra-se hoje insuficiente ao não dar conta de revelar o aspecto popular que a obra possui, mesmo quando parece não tentar agradar ninguém, ou, menos ainda, o quanto os dois discos estão conectados, apesar de suas diferenças. Dito isso, escutar Atlas é deparar-se com uma alta e volumosa beleza – intimidadora, até – que prefere convidar o ouvinte a aventurar-se no fundo ao invés de contentar-se com qualquer rasa zona de conforto.

Antes de listar as diferenças entre os dois discos, há de se concordar que o primeiro já possuía tal característica justamente por isso fazer parte do que agora entendemos como a natureza do sexteto. Grande parte da beleza de sua obra vem de uma aparente sinceridade com que tudo é produzido, uma ambição que se encerra no “fazer boa música” ao invés do parecer, do ser mais isso ou do tentar assemelhar-se menos àquilo. De alguma forma, seja pelas melodias, pelas escolhas dos timbres ou mesmo pelas letras, há sim uma grande agradabilidade em tudo o que a banda toca, mesmo que soe demasiadamente “diferente” para alguns ouvidos. Atlas é cheio disso, talvez ainda mais do que antes.

Ele apresenta-se mais alto em volume (não parece ter sido feito para ser escutado baixinho), com todos os elementos mais pertos do ouvido, como se toda a banda estivesse na beira do palco (ou de nossas orelhas), a ponto de Quebra Azul, na comparação, parecer um disco tímido (!). Com a maturidade dos quase três anos de shows, veio a habilidade de um som mais direto, sem rodeios, que sabe argumentar a favor de si próprio ou do que quiser. Novamente, há uma grande ausência de refrões (ou, quando existem, não possuem letra), o que reforça o aspecto anti-Pop que muitos podem ver na obra, mesmo quando as estruturas de muitas músicas não fogem tanto assim do convencional.

 


500x500bb40

  • Loja: iTunes Store
  • Lançamento: 18 de mar de 2016
  • Qualidade: iTunes Match AAC M4A
  • Gênero(s): Folk Psicodélico, Indie Folk
  • Tamanho: 0 MB

                Opções Para download 

  


 

                                                                                  

AAC M4A (1)K.png

 

 Nº TÍTULO DURAÇÃO
1 3:56
2 4:56
3 3:26
4 5:31
5 4:42
6 4:04
7 5:26
8 5:38

℗ 2016 Baleia sob licença exclusiva de Sony Music Entertainment Brasil ltda.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s